Como praticar o desapego

As pessoas na maioria dos casos não sabe muito bem lidar com a perda, a morte trás muita tristeza e deixa as pessoas bastante abaladas. A morte faz parte da vida, mas as pessoas negam a sua existência, pelo medo, por estarmos ocupados tentando sobreviver ou por algum outro motivo. Quando conseguimos entender a morte como a outra face da vida, isso toma um novo sentido. Podemos realmente viver e não apenas sobreviver.

Em geral, a morte, principalmente de pessoas queridas, nos deixa desconfortáveis, de uma forma mais ou menos intensa, começamos a fazer questionamentos sobre a vida, principalmente sobre questões que adiamos para solucionar.

A morte noa faz lembrar que tudo na vida pode passar, que nada é para sempre, e dá uma noção real de como o tempo anda, e não espera.

Como praticar o desapego

Por isso, as pessoas devem aprender a dizer adeus, saber viver o presente e muito bem, curtir os momentos e os instantes da vida, assim sua vida será digna, mesmo depois da morte.

desapego

A cada nova situação em que precisamos terminar algo para começar uma nova etapa da vida, a morte é lembrada. A morte deve fazer parte da nossa vida e não devemos evitar a todo custo essa situação, temos que nos acostumar, saber aproveitar o tempo de vida e reconhecer quando ela termina.

Portanto, em todas as situações, seja de trabalho, de relacionamento, de hábitos, saiba viver tendo no seu presente a perspectiva de que morreremos e de que não devemos ter medo, mas teremos que agir com responsabilidade e fazer com que a nossa vida tenha o rumo que planejamos.

Assuma a sua realidade

Já vivemos muitas coisas e ainda vamos viver tantas outras. Viver focado no que já passou ou no que pode acontecer só traz sofrimento. Conheça, vivencie e aceite o seu presente, afinal, só assim você conseguirá agir com clareza e escolher o melhor caminho a seguir. Todos nós sabemos que nada é eterno, nem as alegrias, nem as tristezas, nem as conquistas e nem as derrotas. Por isso, mantenha o seu foco no que realmente importa: “o aqui e agora”.

Entenda o poder da liberdade

Ser livre não significa ser sozinho ou não se relacionar com as pessoas a sua volta. A real liberdade é saber que amar não significa ser dono de ninguém, menos ainda depender de alguém. Ser livre é assumir apenas as suas responsabilidades, sem querer ser responsável por outras pessoas ou deixar que os outros sejam responsáveis por você. Os relacionamentos entre casal, pais, amigos ou familiares em geral, devem ser pautados pela real liberdade sem que haja imposição que nos impeça de viver em seu sentindo mais amplo.

Aceite que você é o suficiente

Ninguém pode viver por você e você não precisa de mais nada além de respirar e se alimentar para sobreviver. É claro que conviver com as pessoas e adquirir bens é extremamente satisfatório, mas não devemos vincular a nossa vida ao que não depende de nós. Não dê aos outros e às suas aquisições o poder da sua felicidade. Dificilmente, qualquer outra pessoa ou situação, vai suprir todas as suas vontades. Seja madura para estar ciente dos motivos de suas escolhas e não vincule seu bem-estar a qualquer outra coisa que não seja você mesma.

Entenda que perdas vão acontecer

Nada dura para sempre. Os relacionamentos, os bens e até mesmo a própria vida se perdem no tempo. Amigos se distanciam, crianças crescem, amores se vão, os bens se desvalorizam. Não estamos acostumados a lidar com perdas, mas desapegar significa saber lidar de forma serena e corajosa com essas adversidades. É saber lidar com a tristeza passageira, sem deixar que ela se transforme em sofrimento contínuo.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital