Intrometendo

Aqui você se intromete em tudo…

Como reconhecer uma pessoa interesseira

Para reconhecer uma pessoa interesseira é bem simples, a pessoa irá fazer tudo para conseguir seus objetivos, a pessoa não tem vergonha, nem medo de tentar enganar, mentir, iludir, seduzir, para conquistar o que deseja.

Na maioria dos casos, a pessoa deseja dinheiro ou mesmo status, uma pessoa interesseira, irá sempre usar uma falsidade e terá uma ambição desmedida, quer conquistar o mundo, mas para isso, o outro terá que comprar esse mundo para a pessoa.

Como reconhecer uma pessoa interesseira

Em geral, as pessoas interesseiras, são facilmente descobertas, quando você negar que pode oferecer os objetivos pretendidos da pessoa, ela irá se afastar de você. As pessoas interesseiras, concordam com tudo que você diz, isso porque, a pessoa deseja agradar, presta sempre atenção no que a pessoa diz.

Além disso, a pessoa elogia você o tempo inteiro, desconfie de elogios o tempo inteiro, essas pessoas estão sempre prontas a te ajudar, mais sempre pedirão uma recompensa.

Caso a pessoa tenha se aproximado de você do nada, fique bem atento, se ela está realmente sendo verdadeira ou está se aproximando somente por interesse.

Muitas vezes nos perguntamos se aquela pessoa em quem confiamos está conosco por realmente nos amar ou se há algum interesse intrínseco a esse amor. As pessoas interesseiras são perigosas e calculistas, pois elas lutam pelo que querem com unhas e dentes. Portanto, veja quais são os sinais de que uma pessoa é interesseira.

Na adolescência é comum darmos mais valor aos amigos do que à nossa família. Para algumas pessoas, inclusive, ter muitos amigos (seja no Facebook ou na vida real) é sinônimo de popularidade, e, consequentemente, ter uma vida social bastante ativa. Mas isso não quer dizer que aquela garota que vai com você para a balada é, de fato, sua amiga. Muitas pessoas se comportam como amigos apenas por interesse e na hora em que você mais precisa, desaparecem. Já percebeu? Por isso, é importante perceber até que ponto suas amigas estão sendo verdadeiras ou andam abusando da sua amizade.

Uma pessoa pode ter muitos interesses: o dinheiro, o sucesso, um irmão bonito, um bom emprego entre outros. Portanto, se alguém começar a perguntar demais sobre apenas um determinado assunto da sua vida, fique atento, pois ela pode estar interessada nele. Por exemplo, se ela pergunta: “O que você faz? Nossa, a sua casa deve ser muito bonita! Quantos carros você tem?” e assim por diante, fique esperto, porque o seu dinheiro é muito mais interessante que você.

Os interesseiros sabem tudo a seu respeito, já que gastam mais da metade do seu dia pesquisando sobre a sua vida. Portanto, se alguém demonstrar muito conhecimento sobre você, afaste-se dele, pois ele pode ser um sanguessuga. Normalmente, as pessoas interesseiras são agradáveis, simpáticas e descontraídas, porque elas precisam fazer esse teatro para se aproximarem da pessoa de seu interesse. Sendo assim, não dê muita confiança a alguém que, de uma hora para a outra mostrar apenas sorrisos para você.

As pessoas interesseiras estão presentes na maioria dos ambientes em que frequentamos todos os dias. É preciso identificar os sinais de que uma pessoa é interesseira para aprender a lidar com isso. É preciso se afastar desse tipo de pessoa, afinal ele pode nos fazer muito mal.

  • Sempre desfaz o que você fez: quando é questionado se gostou de algo que você fez ou comprou, passa a vista por todos os lados e desfaz cobiçando a sua compra.
  • Não sorri quando você comemora algo: essa pessoa tende a ser desanimadora quando você comemora uma vitória. O cumprimento vem sempre com um aperto de mão e não um forte abraço.
  • Sempre dúvida das suas conquistas: quando ouve você falar sobre uma conquista pessoal ou profissional, faz isso de maneira agressiva.
  • Telefona várias vezes: liga várias vezes, deixa mensagens no seu e-mail e chama para conversar todo o tempo, com insistência fora do comum.
  • Muda de comportamento: geralmente quando você adquire algo e ela não, muda de comportamento. Em geral, ela passa a agradá-la e bajulá-la em excesso.
  • Forçar a aproximação: os interesseiros costumam fazer amizade com suas vítimas praticamente “na marra”. Para isso, alegam ter interesses parecidos com os da pessoa, dizem gostar das mesmas coisas e até mentem sobre determinados fatos para fingir que têm algo em comum. Exemplo: “Jura que você foi nesse show? Eu também estava lá!”. O objetivo é forjar uma empatia imediata. O interesseiro demonstra ser um amigo que estará presente em todos os momentos.
  • Identificar os pontos fortes e fracos: além de coletarem informações sobre tudo aquilo que faz parte da vida de seu alvo, como gostos pessoais, hobbies e horários, os interesseiros têm faro apurado para descobrir o que atrai e repele seus “amigos”. Esses dados são armazenados e usados nos momentos oportunos.
  • Manipular para conseguir o que quer: a manipulação é a regra de ouro do manual dos interesseiros. Sorrateiramente, eles levam os outros a tomar decisões e atitudes que, de algum jeito, vão beneficiá-los. E isso inclui posturas antiéticas. Seu poder de convencimento é tão bom – afinal, eles falam exatamente o que os outros querem ou precisam ouvir– que as pessoas acabam acreditando que a iniciativa foram elas mesmas que tiveram.
  • Falar pouco de si: a primeira razão para agir assim é simular que não se sentem importantes nem têm nada interessante a dizer e, assim, concentrar energias no alvo. A segunda é evitar cair em contradição e revelar sem querer suas reais intenções. Se a vítima em potencial sente uma leve desconfiança e começa a observar o outro com maior cuidado, pode começar a achar alguns comportamentos estranhos.
  • Fazer muitos elogios: para cativar o amigo por quem nutre inveja ou quer extrair algo, os interesseiros não se acanham ao fazer elogios rasgados – nesse momento, conhecer os pontos altos e baixos é bastante útil. As conversas são sempre baseadas em bajulações. Essa é uma forma de se aproximar e de enredar o outro.
  • Ser solitário: ser interesseiro independe de idade, sexo ou classe social, mas é um desvio de caráter. Não é um quadro de comportamento passageiro. E, à medida que o tempo passa, o sujeito se isola mais, pois as pessoas começam a perceber sua falsidade e se afastam. O interesseiro tem um círculo social limitado, que se modifica conforme seus objetivos.
  • Agir com artificialidade: Os interesseiros costumam ter alguns tipos de comportamento de intensidade desproporcional para determinados momentos. São extremamente gentis ou solícitos em situações banais. As ações parecem programadas. Também em certas circunstâncias agem de maneira muito efusiva, sem necessidade – ao cumprimentarem ou comemorarem algum feito da vítima, por exemplo.
  • Isolar o alvo: Isolar as vítimas dos colegas e da família é uma tática comum dos interesseiros. Os amigos verdadeiros nutrem um afeto real, sem esperar algo em troca, e, por isso, sempre vão desconfiar das atitudes exageradas e discutíveis dos falsos.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital