Intrometendo

Aqui você se intromete em tudo…

Como saber se uma mulher gosta de mulher

As vezes estamos perto de mulheres bissexuais ou lésbicas e nem desconfiamos, ou até mesmo poderá ocorre de alguma amiga ou conhecida gosta de mulher e ninguém desconfiar.

Lésbica é o termo para homossexualidade feminina: uma mulher que tem atração sexual e se envolve romanticamente apenas com outras mulheres. O conceito de “lésbica”, para diferenciar mulheres com uma orientação sexual é uma construção do século 20. Ao longo da história, as mulheres não tiveram a mesma liberdade e independência para possuir relações homossexuais como os homens, mas também não sofreram as mesmas punições duras que os gays nas sociedades ocidentais.

Em vez disso, relações lésbicas têm sido muitas vezes considerada inócua e incomparável para os heterossexuais, a menos que elas tentaram conseguir privilégios ou direitos tidos como masculinos. Como resultado, pouco da história foi documentada para dar uma descrição precisa de como a homossexualidade feminina foi expressa.

Quando sexólogos no século 19 começaram a categorizar e descrever o comportamento homossexual, dificultados pela falta de conhecimento sobre a homossexualidade e sexualidade feminina, eles distinguiram lésbicas como mulheres que não aderem aos papéis de gênero feminino e incorretamente designou-las como doentes mentalmente, designação que foi revertida mais tarde pela Organização Mundial de Saúde em 1991.

Neste período, mulheres em relacionamentos homossexuais, esconderam suas vidas pessoais ou aceitaram o rótulo de “pária” e criaram uma subcultura e identidade que se desenvolveu na Europa e nos Estados Unidos. Após a Segunda Guerra Mundial veio um período de repressão social, os governos passaram a perseguir homossexuais ativamente e as mulheres desenvolveram redes para socializar e educar uns aos outras.

Maior liberdade econômica e social permitiu-lhes gradualmente serem capaz de determinar como elas poderiam formar relacionamentos e famílias. Com a segunda onda do feminismo e crescimento de bolsas de estudos em história e sexualidade das mulheres no século 20, a discussão pelos direitos das lésbicas foi iniciada, o que provocou um debate sobre a atração sexual como o principal componente para definir o que uma lésbica é. Várias mulheres que se relacionam com o mesmo sexo podem se identificarem como bissexuais ao invés de lésbicas.

Retratos de lésbicas na mídia sugerem que a sociedade em geral tem sido ao mesmo tempo intrigado e ameaçado por mulheres que desafiam os papéis de gênero feminino, e fascinado e horrorizado com as mulheres que estão romanticamente envolvidas com outras mulheres. Mulheres que adotam uma identidade lésbica compartilham experiências que formam uma visão semelhante a uma identidade étnica: como homossexuais, elas são unificadas pela discriminação heterossexista e rejeição potencial que enfrentam de suas famílias, amigos e outros como resultado da homofobia. Lésbicas podem terem problemas de saúde física ou mental distintos decorrentes de discriminação, preconceito e estresse. As condições políticas e atitudes sociais também afetam a formação dos relacionamentos lésbicos e suas famílias.

Existem algumas reações e atitudes que podem identificar se uma mulher pode realmente gostar de mulher, ou mesmo gostar de homem e mulher.

Como saber se uma mulher gosta de mulher

Para saber tudo isso, confira alguns sinais que você poderá notar se uma mulher curte outra mulher:

  • 1. Se ela se excita vendo filmes pornô com mulheres;
  • 2. Quando ela não para de olhar e de conversar com aquela amiga sua que você acabou de apresentar;
  • 3. Se ela gosta bastante do som de cantoras como Ana Carolina, Zélia Duncan, Adriana Calcanhoto, etc;
  • 4. Se ela fala de sexo sem tabus;
  • 5. Se ela não demonstra ser preconceituosa;
  • 6. Se ela tem vários amigos homossexuais;
  • 7. Se ela gosta de frequentar lugares voltados para o público gay;
  • 8. Quando ela diz que gosta de pessoas, e não de um gênero ou de outro;
  • 9. Se ela olha e sorri para mulheres de um jeito diferente;
  • 10. Se ela demonstra uma reação que um homem demonstraria quando falam da Angelina Jolie;
  • 11. Se ela não faz super questão de estar com as unhas pintadas sempre;
  • 12. Se ela repara mais nos seios ou no corpo de uma mulher do que você;
  • 13. Se ela é descolada e moderna/alternativa;
  • 14. Se ela não gosta muito de salto alto e maquiagem em excesso.

A discriminação de lésbicas e outras pessoas de Minoria Sexual é absolutamente proibida de acordo com a lei. A própria Carta Magna do Brasil, a Constituição Federal do Brasil, reza explicitamente que todos deverão ser tratados com isonomia perante a lei sem que se faça acepção de pessoas por qualquer motivo ou razão.

Se é verdade que as regras de fé de muitas religiões proíbem expressamente relações homossexuais, essas leis religiosas se restringem somente dentro das respectivas comunidades religiosas. Em outras palavras, a liberdade religiosa exige que todas as religiões atuem dentro dos padrões básicos dos Direitos Humanos adotados pelo Estado Brasileiro.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital