Técnica para descobrir a infidelidade

Infidelidade é literalmente uma ruptura da fé e ocorre vários contextos (por exemplo religioso). Infidelidade é o descumprimento de um compromisso de fidelidade. É uma violação de regras e limites mutuamente acordados em um relacionamento.

Em sua acepção mais comum, a fidelidade é manter relações amorosas somente com uma pessoa que é sua parceira ou parceiro. Portanto, a infidelidade é quebrar este pacto tácito de manter relações sexuais com uma pessoa que escolhemos como parceiro ou parceira.

A infidelidade é uma ação cometida por uma das pessoas da relação, pela qual se rompe um dos principais pilares do relacionamento, a confiança, com a quebra do acordo que havia sido estabelecido entre ambos.

Você tem dentro de si a capacidade inata de descobrir uma potencial infidelidade, mesmo antes que ela ocorra.

Tudo que você precisa é de 5 minutos e esta técnica, que embora você provavelmente já conheça, é necessário saber como usá-la.

Todos nós nascemos com a habilidade inata para sentir se alguém está sendo infiel. O desenvolvimento desse instinto está relacionado com o instinto de sobrevivência. Se nos referirmos à evolução da humanidade e antes dos testes de paternidade, a fidelidade não é apenas importante no sentido moral. A fidelidade assegurava ao homem que a mulher iria apenas dar à luz aos seus filhos, e à mulher, aumentava a possibilidade de que seu marido ficaria ao seu lado para proteger seus filhos e ela.

O papel da fidelidade

A fidelidade é a pedra angular de um casamento por um milhão de razões. A fidelidade é uma forma de respeito, é o resultado de uma relação harmoniosa, é o reflexo da confiança em um cônjuge, é a maior expressão de liberdade. A fidelidade, é a supercola que, além do amor, mantém unido não somente o casal, mas também a família toda.

Já o contrário, a infidelidade renuncia esse compromisso. A ciência tem prestado uma atenção especial à infidelidade, já que parece ser uma “epidemia”. Pesquisadores da Brigham Young University e da Universidade da Flórida realizaram vários estudos que chegaram à mesma conclusão: 5 minutos é o suficiente para detectar se alguém é infiel.

Por que se chega à infidelidade

Existem muitos motivos pelos quais um membro do relacionamento chega a ser infiel, mas todos têm uma explicação na insatisfação pessoal.

Quando uma pessoa se sente insatisfeita pessoalmente, porque tem conflitos sem resolver, pessoais ou do relacionamento, a tendência é a fuga. Esta, por sua vez, gera mais insatisfação e infelicidade, e torna a relação e a insatisfação pessoal cada vez mais difíceis de suportar.

Como detectar um infiel

Os estudos consistiram em colocar vários casais que já haviam sido entrevistados anteriormente. Entre essas pessoas haviam infiéis e fieis. Os participantes foram observados por outro grupo de pessoas que não os conhecia e que não tinham ideia sobre seus relacionamentos, muito menos suas infidelidades.

Na maioria dos casos, as pessoas que observaram estes casais por 5 minutos conseguiram determinar com exatidão se um dos dois, ou ambos, eram infiéis.

A “intuição”

Quando eu era adolescente minha avó sempre me dizia que quando eu conhecia alguém, o mais importante era essa primeira impressão. “Os 5 primeiros minutos quando você conhece alguém, e o que esses 5 minutos lhe fizerem sentir sobre esse homem, é o que importa”, sempre me lembrava disso. Com o tempo eu entendi o que ela queria dizer.

De acordo com a ciência, esse instinto de sobrevivência com o qual nascemos, nos ajuda a analisar e ver mais além do que pensamos estar vendo. Se nesses 5 minutos em que você conhece alguém (do sexo oposto) algo lhe diz que não é para você, algo faz com que você se detenha, melhor você se deter. A ciência e pelo menos minha avó concordam que as chances são de que você não esteja errado.

Por que devemos ter cuidado com isso

A certeza com a qual os seres humanos podem sentir se alguém é infiel, apenas ao observá-lo por um breve período de tempo, parece incrível, mas é real.

“O segredo”

O segredo, de acordo com a ciência, não está em julgar as pessoas em 5 minutos, nem no que nossa mente nos diz, mas o que sentimos. Nada na vida vem com garantia vitalícia. Inclusive as coisas materiais – que dizem ter uma – em algum momento acaba. Por isso é extremamente importante agirmos com cautela na hora de estabelecer um relacionamento com alguém. Todos nós sabemos que do lado de fora e olhando para trás, a visão é perfeita. O problema é que quando somos o protagonista da história, às vezes seguir o coração pode ser complicado.

Uma regra de ouro  é que se você tiver que se convencer de algo ou alguém, o mais provável é que não vale a pena. Sempre que você se depara com um prato de comida que você não preparou, o primeiro que você percebe é o cheiro. Se tem um cheiro diferente ou cheira mal, é quase certeza de que quando você provar, vai ter algo errado. Se você precisa convencer a si mesmo de comer aquilo, se você tiver que inventar razões pelas quais a comida está com um cheiro ruim, mas isso não significa que o sabor ou a comida em si não estará da mesma forma, então é melhor não comer. O amor funciona da mesma forma, lembre-se de que fomos criados para ser felizes e sobreviver.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital