Projeto Blue Beam

Na internet, muito tem se falado sobre o Projeto Blue Beam, não se sabe se é ficção ou apenas uma teoria de conspiração, talvez um fato real, o certo é que ninguém sabe de verdade o que é o Projeto Blue Beam.

Projeto Blue Beam é uma teoria da conspiração que afirma que a NASA está tentando implementar uma Nova Era da religião com o Anticristo que irá começar uma nova ordem mundial, através de uma segunda vinda de Cristo tecnologicamente simulada . As alegações foram apresentadas em 1994 por um jornalista e teórico da conspiração Serge Monast, e mais tarde publicado em seu livro Projeto Blue Beam (NASA). Os defensores da teoria alegam que Monast e outro jornalista não identificado, que morreram de ataques cardíacos em 1996, foram de fato assassinados, e que o governo seqüestrou a filha de Monast em um esforço para dissuadi-lo a parar de investigar o Projeto Blue Beam.

O projeto aparentemente deveria ser executado em 1983, mas isso não aconteceu. Em seguida, foi fixado para a execução em 1995 e depois de 1996. Monast pensou que o Projeto Blue Beam seria apresentado até o ano 2000.

Você se julga capaz de acreditar num deus holográfico? Não? E se isso estivesse sendo tramado, com o objetivo único de criar uma nova ordem mundial, com um só comando, exatamente como naqueles filmes e livros de ficção científica, de que tanto se fala e que a gente lê estarrecido?

Aposto como você nunca ouviu falar num certo Projeto Blue Beam. Quer saber de que se trata?

Dizem os “entendidos em assuntos apocalípticos” que esse projeto é a origem, a base da Nova Ordem Mundial (NWO, em Inglês), que assumiria o controle do planeta, praticamente extinguindo todas as nações. Seria a globalização completa, irreversível, sob todos os aspectos.
Para chegar ao poder supremo, o “mentores” da NWO não descartariam a perda de vidas humanas em uma maciça “guerra sagrada”. E trataria de apresentar-se como “o cumprimento das profecias universais dos antigos”, usando e abusando da tecnologia.

Sabe como? Usando o céu como tela de projeção holográfica de imagens criadas por satélites geradores, a base de lasers e localizados no espaço. Estes satélites projetariam imagens simultâneas para os quatro cantos do planeta, em cada língua da região, geradas a partir dos aspectos religiosos da NWO e baseadas nas crenças locais. Assim fica, fácil dominar o mundo através da fé, não?

De acordo com os “apocalípticos tecnológicos”, o “sistema” já está testado. Projeções holográficas da imagem do Cristo já estariam sendo vistas em algumas áreas desertas e remotas. Mas os sofisticados equipamentos também poderiam projetar imagens de naves alienígenas, aliens, monstros, anjos – o que o imaginário religioso de cada lugar quiser ou requisitar. Os computadores coordenarão os satélites e o software, determinando o que mostrar e dizer para cada região ou país.

Cada hololgrafia seria baseada em sinais quase que idênticos, que se combinam para produzir uma imagem em 3 dimensões, de percepção profunda. O mesmo aconteceria com a “trilha sonora” de cada aparição. Sons aterradores ou simplesmente angelicais, capazes de levar quem os ouça ao êxtase ou à histeria mais profunda. Milhares de atônitos seguidores dos vários credos poderiam testemunhar o seu próprio Messias retornado em uma realidade espetacularmente convincente como vida real.

Imagine o quadro: Cristo, Maomé, Buda, Krishna, emergindo do nada, descendo dos céus, em meio a nuvens e cânticos celestiais, para depois dar uma “explicação correta” dos mistérios, profecias e revelações ainda não “desvendadas”, num discurso único, afirmando que a NWO é a única saída para o planeta, que as várias escrituras “têm sido mal compreendidas” e que os religiosos antigos são os grandes responsáveis por vermos “irmão contra irmão, nação contra nação, que as religiões do mundo devem ser abolidas para abrir caminho para a Idade de Ouro (Nova Idade) de uma religião mundial, representando o deus único que eles vêem diante deles”.

Na teoria, o Projeto Blue Beam é uma arma secreta de alteração da mente que está baseada em algo chamado “tecnologia da portadora subliminar”, ou Silent Sound Spread Spectrum (SSSS) (também chamada de S-Quad, ou ‘Squad’ no jargão militar). Ela foi desenvolvida para uso militar pelo Dr. Oliver Lowery, de Norcross, Georgia, e está descrita na US Patent #5,159,703 — ‘Silent Subliminal Presentation System’, para uso comercial em 1992.

Todas as pessoas no planeta estão igualmente susceptíveis ao controle mental via SSSS e não há modo de escapar, uma vez que as ondas UHF podem ser transmitidas por longas distâncias a partir de fontes localizadas em locais remotos e atravessam as paredes e outros objetos, como se eles não existissem. UHF é a frequência (na faixa dos 100 MHz) que tem sido usada para a transmissão de televisão e rádio desde que esses meios existem. SSSS foi projetada para utilizar UHF como onda portadora.

Muitos dos projetos da NASA foram chefiados por cientistas trazidos da Alemanha nazista, que foram trazidos para os EUA no fim da Segunda Guerra Mundial por meio da Operação Clipe de Papel.

Todavia, o projeto Blue Beam continha, segundo alguns teóricos, muito mais do que mero controle mental. Estes sugerem outras tecnologias que seriam utilizadas para controle das massas. Uma delas é a Holografia. Trata-se de um Holograma perfeito e capaz de dar solidez a imagem.

Objetivo do Projeto Blue Beam

O suposto objetivo do Projeto Blue Beam é trazer uma Nova Era da religião no mundo, o que é visto como um requisito fundamental para a Nova Ordem Mundial ser realizada. Não há nada de novo no pensamento da religião como uma forma de controle, mas a existência de várias religiões, cultos, seitas e ateus concorrentes sugerem que controlar inteiramente a população através de uma única religião não é particularmente fácil. Tentativas anteriores exigiram mecanismos de totalitarismo, como a Inquisição.

A teoria de Monast, no entanto, sugere o uso suficientemente avançado de tecnologia para enganar as pessoas e faze-las acreditar. Claro, o plano teria de assumir que as pessoas poderiam não entender o truque como um todo, já que é espetacular demais para qualquer um – sendo isso difícil para qualquer pessoa não para engolir essa conspiração particular.

O autor alegou inicialmente que o Projeto Blue Beam é da NASA, e que foi apresentado como um projeto secreto, que pode facilmente absorver algumas acusações se for descoberto, sendo esses ajudados pela Organização das Nações Unidas.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital