Intrometendo

Aqui você se intromete em tudo…

A Teoria da Terra Plana é uma Farsa

Terra plana é uma ideia primitiva e há bastante tempo refutada que concebe que a face habitada da Terra é plana, ao invés de curvada ou esférica. Muitas culturas antigas concebiam a Terra como plana, incluindo a grega até o período clássico, as civilizações do Antigo Oriente Médio da Era do Bronze e da Era do Ferro até o período helenístico, a Índia da Era do Ferro até o período Gupta (primeiros séculos da Era Comum) e a China até o século 17. É típica também das culturas aborígenes da América. Nestas culturas, a Terra era vista como coberta por um domo, o firmamento nas religiões abraâmicas, que separa a Terra do horizonte.

Nos dias de hoje é muito comum supor que as pessoas da Idade média acreditavam que o mundo era plano. Mesmo que muitos cálculos astronômicos pudessem ser resolvidos igualmente com a terra plana, a ideia de uma Terra esférica já havia surgido na Grécia de antes de Cristo ou no antigo Egito embora restrita com os conhecimentos de agrimensura. Nos tempos de Plínio, o Velho (primeiro século) essa ideia era bem aceita no mundo greco-romano. Nessa época, Ptolomeu derivou seus mapas de um globo curvado e desenvolveu o sistema de latitudes e longitudes. Entre os primeiros cristãos, uns poucos escritores questionaram ou mesmo se opuseram à esfericidade da Terra com fundamentos teológicos, mas muitos desses não são tidos como influentes em períodos posteriores como a Idade Média, devido à escassez de referências a seus escritos.

A Idade Média começou com a desintegração da civilização romana, (em torno do século VII), quando a Europa ocidental se desorganiza, empobrece e perde contato com muito do conhecimento científico que havia sido desenvolvido pelos gregos. Apesar disso, os principais escritos cosmológicos do início da Idade Média continuaram considerando a Terra como esférica; e é seguro afirmar que no máximo em torno de 1100, época do Renascimento do Século XII, o modelo geocêntrico de Ptolomeu havia suplantado qualquer dúvida acerca da esfericidade da Terra na mente de pessoas educadas no continente.

A noção de que durante a Idade Média haveria uma “crença na Terra plana” foi forjada no século XVIII, e ainda é uma visão popular entre não-especialistas. Por outro lado, medievalistas e historiadores da ciência atualmente concordam que essa é uma concepção falsa. Em suma, os poucos autores ocidentais do mundo antigo ou medieval que comprovadamente combateram a esfericidade da Terra foram exceção, eles eram geralmente ignorados ou tratados com pouca seriedade nos círculos intelectuais de sua época.

Topografia Cristiana

Por volta de 550, Cosmas escreveu Topografia Cristiana, que já muito ricamente ilustrado, uma obra baseada em parte em suas experiências pessoais como mercador no Mar Vermelho e no oceano Índico no início do século VI. Sua descrição da Índia e do Sri Lanka neste período é de valor inestimável para os historiadores. Cosmas se mostra um guia interessante e confiável, informando sobre um mundo que já não existe mais. Ele estava em Adúlis na costa eritreia do Mar Vermelho quando o rei de Axum Elesbão (r. ca. 519–531) estava preparando uma campanha militar para atacar o rei judeu Danaã, no Iêmen, que vinha perseguindo cristãos. A pedido do rei axumita e em preparação para sua campanha, ele preservou algumas inscrições hoje perdidas, como a do Monumentum Adulitanum (erroneamente atribuído a Ptolomeu III Evérgeta).

Uma característica fundamental de sua Topographia é o ponto de vista de Cosmas de que o mundo é plano e que o céu tem a forma de uma caixa com uma tampa curva. Ele desdenhava a opinião de Ptolomeu e outros que acreditavam que o mundo era esférico. Cosmas buscava provar que os geógrafos pré-cristãos estava errados ao afirmar que a Terra era esférica afirmando ao invés disso que ela fora modelada no tabernáculo, o templo descrito a Moisés por Deus durante o Êxodo do Egito. Porém, esta ideia de que a terra seria plana já era minoritária nas rodas mais educadas do ocidente já desde o século III a.C.. O ponto de vista de Cosmas nunca foi muito influente, mesmo nos círculos religiosos e um cristão quase contemporâneo, João Filopono, discordava dele, assim como a maior parte dos filósofos cristãos da época.

Entendendo a teoria da Terra Plana

Segundo as teorias que dizem que o nosso planeta é, na verdade, um grande disco, há uma gigantesca barreira nos protegendo e criando a estabilidade necessária para que isso permaneça estável: o firmamento. Assim como alguns artistas medievais imaginavam o céu, aqueles que creem nessa teoria acreditam que há uma espécie de redoma sobre nossas cabeças. É um conceito bem parecido com aquele que o Velho Testamento apresenta na Bíblia — e, como estamos falando de um pensamento que vem da Idade Média, que era altamente religiosa, fica fácil entender a relação entre tudo isso.

O interessante é que esse pessoal não acha que os estudos de Nicolau Copérnico que determinaram a esfericidade de nosso planeta seja uma completa baboseira, mas apenas algo equivocado.

Os cálculos estavam certos, mas lhe faltava a tecnologia necessária para enxergar a verdade. E, desde então, vivemos em uma enorme mentira. E é aí que a coisa começa a ficar divertida de verdade.

A Teoria da Terra Plana é uma Farsa

Essa teoria da Terra Plana está muito divulgada pelos defensores da Nova Ordem Mundial, tudo isso para concretizar seus objetivos:

  •  Alienar a população, é claro.
  • Tirar o crédito de quaisquer teorias da conspiração. É como “colocar no mesmo bolo” e generalizar. Assim, ao indivíduo cético qualquer teoria ou evidência de alguma conspiração parecerá só mais um “braço” do clube dos terraplanistas.

Para todos aqueles que sabem a verdade sobre os planos da Nova Ordem Mundial, querem continuar lutando contra essa elite corrupta, que são donos de praticamente todas as empresas do planeta Terra, donos dos meios de comunicação, bancos e que corrompem os Governos, não caiam nessa farsa de Terra Plana.

Próximo

Anterior

1 Comentário

  1. Giovane 21 de abril de 2017

    Citou um monte de referência antiga para refutar a Terra plana. A crença na Terra plana, atualmente, vem de questionamentos, observações, conhecimento na física verdadeira feita por pessoas independentes, questionadoras, analíticas etc. Um desses questionamento está no fato de como é possível uma bola girando 1.600 k/h (arredondando) segurar bilhões de metros cúbicos de água em seu contorno. Já sei, você vai falar da teoria da gravidade, como já diz: teoria, que não pode ser provada, nem reproduzida e nem observada, isto é, tem que ter fé para acreditar nessa tal força misteriosa. Não vou me estender mais sobre esse tema, procure estudar para ter condições de falar sobre o tema.

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital