Início > Direito > Contrato de Namoro

Contrato de Namoro

As pessoas estão começando a se preocupar com os seus direitos e deveres na hora de começar um namoro, a maior prova é que os contratos de namoro estão virando moda, algumas pessoas ficam demasiadamente apaixonadas quando estão namorando e cegas por muitas vezes, por isso, um simples namoro poderá se tornar uma União Estável dependendo da intensão do parceiro(a).

Pelo nova Lei de União Estável, criada em 1996, não existe mais o prazo de cinco anos ou o nascimento de um filho para se considerar um relacionamento como união estável, agpra basta que um dos cônjuges comprove a intenção de se formar família, um namoro pode ser interpretado como união estável.

Para evitar esta dor de cabeça, caso você não queira dividir seus bens, ou mesmo se comprometer com uma pessoa apenas por estar namorando, o contrato de namoro é a solução dos seus problemas, claro que convencer o namorado(a) a assinar um contrato de namoro pega um pouco mal, mas caso você tenha patrimonio, será a única forma de protege-lo.

O “contrato de intenções afetivas recíprocas” pode ser feito indicando e registrando que o casal possui uma relação, mas que está não é uma união estável, para ter validade o contrato deve ser renovado de tempos em tempos para que seu patrimonio fique sempre protegido.



Artigos Relacionados.

Receba novidades no seu e-mail.


 

Artigo Contrato de Namoro, publicado por Luís Eduardo () em 08/04/2011.

Deixe seu Comentário.