A cultura imposta pela força do sistema

Se você não tem nada a dizer, apoia-se em citações de livros e autores. Quando você tem algo a dizer, só fala com as citações e as análises de sua própria cabeça. Essa é a diferença entre a “cultura libresca” do sistema e a cultura da aprendizagem genuína por raciocínio lógico e para a sua sobrevivência. Precisamos de autonomia no mundo, a autonomia é o respeito as decisões, vontades e opiniões dos indivíduos em relação ao grupo e vice-versa, onde não deve haver relações de dependência que impeçam as pessoas de se posicionarem livremente.

Nós vivemos em uma sociedade aonde estamos presos a hierarquias, posições de status, regras impostas de cima para baixo, em um sistema que nos limita. O sistema em geral, tenta manipular a sua mente, quando você está em formação, você quer aprender, e para isso, pensa nos meios comuns, como livros, artigos, jornais, mas acaba entrando numa cilada. O sistema usa sua estrutura para alienar, incluindo faculdade, mídia e a literatura mainstream, querem que o individuo vire um repetidor de suas citações e frases, querem transformar a pessoa em um “macaco de imitação” automatizado, para repetir as bobagens ditas e escritas de forma rebuscada e bem elaborada pelos meios de comunicação e livros.

Para tentar ser você mesmo e não se deixar influenciar, você terá que realmente ler diversos livros, e se perguntar, porque estão tentando fazer eu crer “nisso” ou “naquilo”, terá que colocar para funcionar o seu pensamento reflexivo, com a analise, a síntese de tudo que você estará lendo, só assim conseguirá entender a verdade e não sugar uma cultura imposta pela força do sistema e isso vale para tudo que você lê e ouve.

A cultura pode ser considerada como um sistema de ideias, mais concretamente um sistema simbólico. Ao contrário do que os cognitivistas e os estruturalistas defendem, a cultura consiste num sistema de significados e símbolos que são compartilhados. A cultura é normativa. Isso quer dizer que ela estabelece quais são as formas de conduta adequadas e quais as inadequadas, sendo que a aprovação e a punição variam de acordo com a importância ou a gravidade do ato praticado.

As culturas são compartilhadas pelos indivíduos, logo existem e estão entre eles, não neles. Portanto, podemos dizer as culturas localizam-se no espaço e no tempo devido à distribuição espacial e temporal dos indivíduos que nelas pertencem.

O sistema começou a moldar e alienar os indivíduos pela filosofia e pela cultura, quando as teses ditas iluministas prepararam a Revolução Francesa. A continuidade veio, de forma mais marcante, com o fomento das internacionais socialistas e do marxismo cultural, desenhado patologicamente por aqueles interessados em estabelecer uma “novus ordo seclorum”.

Essa cultura de alienação começou a avançar com o chamado empirismo mitigado, com algumas facetas do liberalismo inglês e com as formas liberais peninsulares que chegaram no novo mundo (nas Américas) após a Constituição de Cádiz de 1812 e as revoltas das Cortes no Porto em 1820. Por fim, avançou sob variadas formas no século XX: o romantismo, o idealismo, o existencialismo, o estruturalismo, dentre outras.

Todo esse esquema, acusado por muitos de “mera conspiração”, está se desenrolando diante de nossos olhos, por meio da mídia e das universidades, que se transformaram em templos de propagação da mentira e da estupidez, criando uma falsa cultura para alienar as pessoas, verdadeiras fábricas de zumbis e descerebrados.

Esse plano diabólico, de destruição cultural engendrado pelas elites que controlam o mundo age nos campos: intelectual, cultural, político, econômico e comercial de uma concentração de poder na seara internacional, realizando uma massiva e paulatina destruição das soberanias nacionais por meio da transferência de funções político-jurídicas para as instituições internacionais, rumo a uma crescente centralização do mando em âmbito mundial, destruindo toda cultural regional e nacional, criando uma cultura globalizada, através da destruição da mente.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital