Como entender o mundo globalizado

O teu destino e o destino do seu país, não se definem em seu país. Não se definem em eleições eleitorais locais com políticos corruptos (funcionários do poder transnacional) realizadas para tirar de cena o verdadeiro poder dominante globalizado.

O teu destino não se define na sua cidade, mas sim nos bancos e nas transnacionais capitalistas que controlam governos e países a nível global.

O teu destino real definido nas decisões (sobre o destino do mundo) das metrópoles imperiais. E na guerra íntercapitalista pelo controle do planeta que as cadeias midiáticas do sistema e seu mundo social e cultural te escondem.

E se quiser saber sobre seu verdadeiro futuro e deixar de ser um robô programado (acreditando que és um ser livre), Começa a investigar e a informar-te.

Descubra o que quer dizer a guerra intercapitalista acorrentada (e por escalas) que acontece entre a Rússia e EUA como eixos dominantes, no leste da Europa, Ásia, África, Oriente Médio e América Latina.

Se você não conhece (nem quer descobrir) sobre o desfecho militar nuclear do mundo capitalista globalizado, você não terá destino. Só terá ignorância e alienação manipulada produzida pelos mesmos que te tiraram o destino ao nascer.

O termo globalização foi introduzido após a Guerra Fria tornando-se o assunto do momento, aparecendo nos círculos intelectuais e nos meios de comunicação, tornando possível a união de países e povos, essa união nos dá a impressão de que o planeta está ficando cada vez menor. Um dos mais importantes fatores que contribui para a união desses povos é, sem dúvida, a internet. É impossível falar de globalização sem falar da Internet, que a cada minuto nos proporciona uma viagem pelo mundo sem sair do lugar. Dentro da rede conhecemos novas culturas, podemos fazer amizades com pessoas que moram horas de distância, trabalhamos e ainda podemos nos aperfeiçoar cada vez mais nos assuntos ligados a nossa área de interesse, através dela, milhões de negócios são fechados por dia.

A globalização não é uma realização do presente, vem de longa data. Tudo começou há muito tempo quando povos primitivos passaram a explorar o ambiente em que viviam. No século XV os europeus viajavam pelos mares a fim de ligar Oriente e Ocidente; a Revolução Industrial foi outro fator que permitiu o avanço de países industrializados sobre o restante do mundo. No final dos anos 70, os economistas passaram a usar o termo “globalização” fora das discussões econômicas facilitando as negociações entre os países. Nos anos 80, começaram a ser difundidas novas tecnologias que uniam os avanços da ciência com a produção, por exemplo: nas fábricas, robôs ligados aos computadores aceleravam (e aceleram) a produção, ocasionando a redução da mão-de-obra necessária, outro exemplo são as redes de televisão que facilitam ainda mais a realização de negócios, com as suas transmissões em tempo real.

A globalização envolve países ricos, pobres, pequenos ou grandes e atinge todos os setores da sociedade, e por ser um fenômeno tão abrangente, ela exige novos modos de pensar e enxergar a realidade. As coisas mudam muito rápido hoje em dia, o território mundial ficou mais integrado, mais ligado. Uma das grandes desvantagens da globalização é o desemprego. Muitas empresas aprenderam a produzir mais com menos gente, e para tal feito elas usavam novas tecnologias fazendo com que o trabalhador perdesse espaço. A necessidade de união causada pela Globalização fez com que vários países que visavam uma integração econômica se unissem formando os chamados blocos econômicos (ALCA, NAFTA e Tigres Asiáticos), o interesse dessa união seria o aumento do enriquecimento geral.

A União Europeia iniciou-se como uma simples entidade econômica setorial, a chamada CECA (Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, surgida em 1951) e depois, expandiu-se por toda a economia como “Comunidade Econômica Europeia” até atingir a conformação atual, que extrapola as questões econômicas perpassando por aspectos políticos e culturais. Além da União Europeia, podemos citar o NAFTA (North American Free Trade Agreement, surgido em 1993); o Mercosul (Mercado Comum do Sul, surgido em 1991); o Pacto Andino; a SADC (Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, surgida em 1992), entre outros.

O cidadão atual do mundo precisa se manter atualizado e muito bem informado, pois estamos vivendo em um mundo em que a cada momento somos bombardeados com muitas informações e descobertas novas em todos os setores, tanto na música, como na ciência, na medicina e na política, portanto pesquisar e estudar é um importante passo para estar inserido neste mundo globalizado.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital