Intrometendo

Aqui você se intromete em tudo…

Como entender o Tédio

“Tédio e jogo – A necessidade nos compele a trabalhar, e com o produto do trabalho ela é aplacada; o renascimento perpétuo das necessidades nos acostuma ao trabalho. Mas nos intervalos, quando as necessidades estão satisfeitas, e, por assim dizer, adormecidas, somos atacados pelo tédio. O que é tédio? É o próprio hábito do trabalho, que agora se faz sentir sob a forma de uma necessidade nova e adicional; ele será tanto mais forte quanto mais forte seja o hábito de trabalhar – que será talvez tanto mais forte quanto o for o sofrimento causado pelas necessidades. Para escapar do tédio, o homem ou trabalha além da medida de suas necessidades normais, ou inventa o jogo, isto é, o trabalho que não se destina a satisfazer nenhuma necessidade senão a do trabalho por si mesmo. Aquele que acaba por se enfastiar do jogo, e não tem nenhuma nova necessidade a impeli-lo a trabalho, é, por vezes, atacado pelo anseio por um terceiro estado, que está relacionado ao jogo como o deslizar está relacionado ao dançar, e o dançar ao caminhar: um estado tranquilo de bem-aventurança no movimento – essa é a visão que os artistas e os filósofos têm da felicidade.” – (Nietzsche – Humano, Demasiadamente humano, 1878)

Todo mundo já sentiu tédio, mesmo que não saiba defini-lo: é uma estranha sensação de vazio, mas bem diferente da preguiça ou do cansaço. O tédio causa alterações no funcionamento do cérebro. Apesar de parecer que o tédio é um fenômeno da modernidade, que surgiu quando inventamos máquinas que pudessem fazer o trabalho duro por nós, sabe-se de sua existência até pelo menos a Idade Média.

O tédio é um sentimento humano descrito como um estado de falta de estímulo, ou do presenciamento de uma ação ou estado repetitivo – por exemplo, falta de coisas interessantes para fazer, ouvir, sentir etc. As pessoas afetadas por tédio em caráter temporário consideram este estado muitas vezes como perdido, perda de tempo, mas geralmente, não mais do que isto. Alternativamente, alguns acham que ter tempo de sobra também causa tédio. Para as pessoas entediadas, o tempo parece passar mais lentamente do que quando elas estão entretidas. Tédio também pode ser um sintoma de depressão.

O tédio pode levar a atitudes impulsivas e às vezes mesmo excessivas, que não servem para nada e podem causar danos. Por exemplo, estudos mostram que acionistas da Bolsa de Valores podem vender ou comprar ações sem nenhuma razão objetiva para tal, simplesmente porque eles sentem-se entediados por não terem nada para fazer, onde o tédio é desencadeado por uma situação de saída de uma atividade rotineira de fazer contas, verificar investimentos etc.

Sensação de enfado produzida por algo lento, prolixo ou temporalmente prolongado demais. Sensação de aborrecimento ou cansaço, causada por algo árido, obtuso ou estúpido. Sensação de desgosto, ou vazio, sem causas objetivas claras.

Do latim taedĭum,ĭi ‘tédio, desgosto, aborrecimento, enfado’, de taedēre ‘estar enfadado ou desgostoso de algo’

Sintomas do tédio

O tédio ocorre em diversas situações. O sentimento que envolve o tédio é aquele no qual sente-se um vazio, ou então simplesmente a falta de vontade de realizar atividades rotineiras, pois o comportamento humano funciona como uma espécie de equilíbrio, onde em demasia de atividades repetitivas, a pessoa sente-se frustrada, infeliz, incapaz, inerte ou insatisfeita, pois sente que algo esta lhe faltando.

Tédio é um sentimento que embora se manifeste por falta de motivação intelectual ou estimulo físico, acaba por exercer sobre o individuo em questão uma espécie de cansaço por inatividade, ou seja, as energias que de outra forma seriam gastas no desenvolvimento de atividades estimulantes acabam por ser drenadas por essa mesma inatividade, exercendo um esgotamento progressivo.

Comportamentos comuns

O tédio pode levar à realização de atividades impulsivas, ou, inclusive dentro do comportamento humano, que envolve uma série de questões de personalidade, disposição, humor, ações que causem mal ao próximo ou a um objeto inanimado, devido ao estado de frustração.

O tédio caracteriza-se por uma sensação de tristeza, vazio, solidão e/ou falta de interatividade quando o espectro de ações que um indivíduo realiza é muito limitada dentro de sua rotina.

O tédio pode surgir devido a uma sensação de falta do que fazer, ou pela incapacidade da pessoa de poder escolher e optar sobre aquilo que julga ser o certo em determinado momento, no qual se acumulado por muito tempo a ânsia de querer realizar algo diferente ou que julgue necessário, gera atitudes imaturas, ou definhamento do indivíduo.

Como perceber alguém com tédio

O corpo fala. Se a pessoa estiver com esses comportamentos, está na hora de inovar no repertório:

  • 1. Os entediados dobram o pescoço para o lado, mostrando que não querem ouvir ou lidar com o que a outra pessoa está dizendo.
  • 2. Eis o sinal mais inconfundível: colocar a mão no queixo, apoiando o cotovelo na mesa. Se for durante uma longa reunião, então…
  • 3. Quem está sem paciência para conversar não olha diretamente para o interlocutor, mas parece focalizar algo bem longe, fora do contexto.
  • 4. Apoiar os braços no quadril é sinal tanto de tédio quanto de repulsa.

Como explicar o tédio

O tédio é algo inexplicável, talvez por isso, músicas, livros, televisão, rádios, teatros, museus e tudo isso faz sucesso, porque as pessoas tentam fugir do tédio procurando alguma atividade .

Depois de sentir tédio, grandes personalidades fizeram grandes revoluções

  • Albert Einstein: Einstein não era mau aluno, como diz a lenda – era um aluno entediado, já que as matérias não o desafiavam. Mas tornou-se grande defensor do tédio e considerava-o “o mais elevado estado mental”. Foi levando uma vida monótona (como ele dizia), que teve tempo para criar a teoria da relatividade.
  • Steve Jobs: Se todo mundo sente tédio, poucos tiraram tanto dele quanto o fundador da Apple, que afirmou ser grande defensor do sentimento. Ele acreditava que do tédio surgiria a curiosidade – e, dela apareceria todo o resto. Tipo o seu iPhone, iPad e etc.
  • Woody Allen: O cineasta declarou que não terminou a faculdade porque era muito entediante, e também que não se diverte com quase nada. Ainda assim, ou talvez por causa disso, Allen já dirigiu 43 filmes desde 1965 – um ou mais por ano desde 2001.
  • Winston Churchill: Ser o primeiro-ministro britânico durante a Segunda Guerra Mundial não salvou Churchill do tédio. Prova disso é que suas últimas palavras, antes de entrar num coma (e morrer nove dias depois) foram: “Estou entediado com tudo isso”.

Tédio na Música

Tédio (ao vivo) foi o primeiro compacto da banda de Rock brasileira Biquini Cavadão gravado em 1985. Gravado durante o Rock in Rio em janeiro de 1985. O Biquini foi a primeira Banda de Rock a entrar na Polygram, depois de Os Mutantes Banda de Rock na Década de 70. (Os Mutantes era uma banda de rock progressivo).

Tédio
Biquini Cavadão

Sabe esses dias em que horas dizem nada
E você nem troca o pijama, preferia estar na cama
Um dia, a monotonia tomou conta de mim
É o tédio, cortando os meus programas, esperando o meu fim

Sentado no meu quarto
O tempo voa
Lá fora a vida passa
E eu aqui a toa
Eu já tentei de tudo
Mas não tenho remédio
Pra livrar-me deste tédio

Vejo um programa que não me satisfaz
Leio o jornal que é de ontem, pois pra mim tanto faz
Já tive esse problema, sei que o tédio é sempre assim
Se tudo piorar, não sei do que sou capaz

Sentado no meu quarto
O tempo voa
Lá fora a vida passa
E eu aqui a toa
Eu já tentei de tudo
Mas não tenho remédio
Pra livrar-me deste tédio

Vejo um programa que não me satisfaz
Leio o jornal que é de ontem, pois pra mim tanto faz
Já tive esse problema, sei que o tédio é sempre assim
Se tudo piorar, não sei do que sou capaz

Sentado no meu quarto
O tempo voa
Lá fora a vida passa
E eu aqui a toa
Eu já tentei de tudo
Mas não tenho remédio
Pra livrar-me deste tédio

Tédio, não tenho um programa
Tédio, esse é o meu drama
O que corrói é o tédio
Um dia, eu fico sério
Me atiro deste prédio.

Em 2005, Capital Inicial lançou o álbum MTV Especial: Aborto Elétrico, com dezoito canções do repertório do Aborto Elétrico, quatro que já haviam sido gravadas pelo Capital Inicial incluindo “Tédio (com T um Bem Grande pra Você)”.

Tédio (Com Um T Bem Grande Pra Você)

Capital Inicial

Moramos na cidade, também o presidente
E todos vão fingindo viver decentemente
Só que eu não pretendo ser tão decadente não

Tédio com um T bem grande pra você

Andar a pé na chuva, às vezes eu me amarro
Não tenho gasolina, também não tenho carro
Também não tenho nada de interessante pra fazer

Tédio com um T bem grande pra você

Tédio com um T bem grande pra você

Se eu não faço nada, não fico satisfeito
Eu durmo o dia inteiro e aí não é direito
Porque quando escurece,eu fico a fim de aprontar

Tédio com um T bem grande pra você

Porque
Moro em Brasília (x4)

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital