Como funciona o triângulo social do capitalismo

As diferenças existentes entre um ladrão comum “e um ladrão capitalista de mercado”. Para entender como funciona a sociedade no sistema capitalista você terá que pensar nela como um grande triângulo social.

Lá em cima, no topo da pirâmide estão as classes dominantes, que usufruem e desfrutam do roubo capitalista dos países em grande escala. Esta confraria (internacional e local) de ladrões de mercado é composta principalmente por empresários, banqueiros e pessoas famosas (artistas, esportistas, músicos e etc) que depositam e escondem o produto do roubo dos países que residem em contas secretas nos paraísos fiscais.

São os donos dos meios de produção, do sistema comercial e financeiro, dos presidentes das instituições, dos políticos, dos juízes e dos meios de comunicação. Controlam o mercado interno e a sua ferramenta do roubo universal é o dólar. A esta classe de ladrões em grande escala (hubs da riqueza a nível mundial) não se investiga nem ninguém os condena, porque são os proprietários dos governos, das leis e da justiça. E todo o sistema de criminalização e a demonização social (através dos meios de comunicação social e cultural) lhes pertence.

E para eles existirem com total impunidade (e sem que ninguém os detecte) inventaram a justiça moral contra os pobres e os marginalizados (as grandes vítimas das suas depredações planetárias). Desta maneira, quando um analista ou um jornalista descerebrado do sistema se refere ao combate contra a “criminalidade”, não se refere aos grandes ladrões de mercado (seus patrões) mas aos pequenos ladrões comuns que são culpados por todos os crimes como os caras “maus” dos filmes.

Para a mídia, o ladrão sempre surge da marginalidade e dos assentamentos de pobreza, e são demonizados como o símbolo supremo do mal social, mas jamais citam os grandes ladrões (seus patrões) os criadores e fabricantes da pobreza a nível mundial.

Desta forma, a massa alienada (que admiram socialmente os grandes ladrões de mercado, por eles serem ricos) lhe fazem acreditar que os únicos ladrões saem das “favelas e vilas” (e que são pobres e marginalizados), enquanto os ladrões do sistema capitalista e de mercado global vivem em suas mansões e são vistos como pessoas de grande estima e caráter pela mídia e também pela massa alienada que os admira.

E para que se identifique claramente quem é quem (e não se preocupe com a manipulação cerebral dos ladrões capitalistas de mercado) que tem um perfil funcional de um ladrão de mercado (sem condenação social) diferente de um ladrão comum (que os grandes ladrões de mercado do roubo capitalista em nível global os “marginalizam” para encobrir seus próprios crimes).

Diferença entre ladrões

Existe uma diferença metodológica e funcional. E uma diferença qualitativa e quantitativa dos níveis de roubo.

Os ladrões comuns te apontam uma arma na cabeça e dizem “levante as mãos”. Já os ladrões do mercado capitalista não te apontam uma arma, te saúdam e te dizem “viemos investir no seu País”. Os ladrões comuns roubam carros, carteiras, caixas registadoras, relógios e os levam consigo. Os ladrões do mercado capitalista roubam países inteiros através de um simples computador (fazendo transferências bancárias internacionais) e os depositam em contas em paraísos fiscais.

Os ladrões comuns são perseguidos pelas leis, os juízes e a polícia. Os ladrões do mercado capitalista são os donos das leis, dos juízes e da polícia.

Os ladrões comuns morrem em tiroteios com a polícia ou são confinados em uma prisão. Os ladrões do mercado capitalista morrem de estresse ou de tédio em casas e mansões esbanjadoras cheias de luxuria, rodeados por carrões, mulheres interesseiras e empregados capachos. Os ladrões comuns gastam tudo o que roubam e não concentram riqueza, nem propriedades. Os ladrões do mercado capitalista concentram riqueza e são os donos dos países com todas as suas propriedades. Os ladrões comuns usam uma arma comprada no mercado negro. Os ladrões do mercado capitalista usam o dólar. Moeda do mercado legal.

Os ladrões comuns são odiados como bandidos pela sociedade. Os ladrões do mercado capitalista são admirados como bem sucedidos e vitoriosos pela sociedade. Aos ladrões comuns ninguém se lembra deles quando morrem. Os ladrões do mercado capitalista lhes consagram monumentos e nomes de ruas quando morrem, dão prêmios de honraria e até criam medalhas com seus nomes.

Aos ladrões comuns os meios de comunicação os perseguem. Os ladrões do mercado capitalista são os donos dos meios de comunicação. Aos ladrões comuns, Hollywood faz filmes com o papel do bandido malvado. Já os ladrões do mercado capitalista são os donos de Hollywood e só fazem o papel do bom do filme. Portanto se você quer ser um ladrão e ser bem sucedido, nunca diga “levante as mãos e me dê tudo”. Terá que dizer “eu quero ensinar-te a investir” para ter sucesso nos negócios.

Este site foi criado por Luís Eduardo Alló (fundador e editor), bacharel em Direito, mineiro de Muriaé – MG e que adora trabalhar na web.

Próximo

Anterior

Estratégia das Tesouras Estratégia das Tesouras
Brasil - Ditadura Maçônica Comunista Brasil - Ditadura Maçônica Comunista
O homem foi realmente a lua? O homem foi realmente a lua?
Jogo dos Illuminati: A Nova Ordem Mundial - INWO Jogo dos Illuminati: A Nova Ordem Mundial - INWO
Como o Brasil está perante a Nova Ordem Mundial Como o Brasil está perante a Nova Ordem Mundial
A fábrica de zumbis A fábrica de zumbis
Intrometendo - O único local onde se encontra a verdade Intrometendo - O único local onde se encontra a verdade
Nova Ordem Mundial – New World Order (NWO) Nova Ordem Mundial – New World Order (NWO)

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital