Desordem, revolta e caos

“Tudo o que é desordem, revolta e caos me interessa; e particularmente as atividades que parecem não ter nenhum sentido. Talvez sejam o caminho para a liberdade. A rebelião externa é o único modo de realizar a libertação interior. (…) Sempre fui atraído pelas ideias contra a autoridade. Gosto das ideias referentes á quebra do sistema e do destronamento da ordem estabelecida.” – Jim Morrison

Os EUA é um país hegemônico, isso é uma grande verdade, as grandes potências são aliadas e também competem, fazendo com que alguns fatores façam destes um imperialismo global, tendo interesses comuns, como o mercado mundial, e o poder sobre os países em desenvolvimento, como os países da América Latina.

A onipotência dos Estados Unidos, pode se entender da seguinte forma, existente por si próprio e a si próprio, eles são suficientes, eles se tornaram superiores a todas as regras morais, se tornando um organismo amoral e depredatório, empenhando e sobrepondo-se aos outros estados por meio da força. Não tendo, para reger-se, senão sua vontade e soberania, um império que apenas dá ordens e nunca obedece a nada.

Sabemos que uma oposição a esta política, implica na desordem, quebra de sistema, destronamento da ordem estabelecida, ou seja, o rompimento com a ordem mundial e as suas instituições de poder.

Desta forma, nasceu o imperialismo dos EUA, que se projeta como um líder mundial, depois do poder conquistado após o final da 2ª Guerra e que aumentou com a globalização. A presença imperialista dos EUA consiste no jogo incessante de criar, desenvolver, frear ou deslocar relações de domínio, onde toda luta trava-se pela conquista de novos espaços ou até mesmo mercados e países inteiros, é dessa forma que esses países imperialistas utilizam os atuais meios de mídia e redes sociais repressivos para satisfazer suas vontades, através também da internet.

Notamos que no mundo atual, as redes sociais viraram uma espécie de grito solitário do individuo contra as injustiças e contra uma ordem absurda que foi estabelecida para a sociedade, onde tudo de errado que acontece, vira reclamação nas redes sociais, seja no twitter e no facebook.

As redes sociais são uma espécie de epicentro articulatório de indivíduos que são isolados, mas é dessa forma que pode renascer alguma forma de movimentação na sociedade ou de alienação também. A revolução pode acontecer de dentro ou fora da rede. Só que essa forma de se mobilizar pode ser, muitas vezes, tão forte e envolvente que é capaz de fazer uma projeção e se tornar até mesmo maior do que o próprio aparato repressivo (cavalos, gás lacrimogêneo e etc.) do estado. As redes sociais podem ser usadas para criar um forte movimento tanto “pró ordem” ou “contra a ordem” estabelecida, provocando assim o verdadeiro caos.

Este site foi criado por Luís Eduardo Alló (fundador e editor), bacharel em Direito, mineiro de Muriaé – MG e que adora trabalhar na web.

Próximo

Anterior

Estratégia das Tesouras Estratégia das Tesouras
Brasil - Ditadura Maçônica Comunista Brasil - Ditadura Maçônica Comunista
O homem foi realmente a lua? O homem foi realmente a lua?
Jogo dos Illuminati: A Nova Ordem Mundial - INWO Jogo dos Illuminati: A Nova Ordem Mundial - INWO
Como o Brasil está perante a Nova Ordem Mundial Como o Brasil está perante a Nova Ordem Mundial
A fábrica de zumbis A fábrica de zumbis
Intrometendo - O único local onde se encontra a verdade Intrometendo - O único local onde se encontra a verdade
Nova Ordem Mundial – New World Order (NWO) Nova Ordem Mundial – New World Order (NWO)

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital