Governo Brasileiro está nas mãos do caos absoluto

Se você é uma pessoa que era a favor do Impeachment (fosse porque nunca aceitou o PT, ou porque estava indignado com um governo que descumpriu a maioria das promessas de campanha), ou ainda uma pessoa que acreditava que o governo tinha como retomar as rédeas, e que a votação da última eleição falava mais alto do que tudo, a situação de todos agora é a mesma: temos um governo Temer em nossas mãos.

Tenha você abraçado os motes das grandes manifestações de Março até aqui, fosse “SOU CONTRA A CORRUPÇÃO” ou “SOU PELA DEMOCRACIA” de repente nos encontramos, todos os brasileiros, no mesmo barco, e o capitão desse barco já começou a mostrar a que veio, e já mostrava desde o alinhamento com Eduardo Cunha antes de seu afastamento pelo STF.

Operação Lava Jato

Dinheiro de empresas envolvidas no esquema revelado pela Operação Lava Jato irrigou as campanhas de 12 dos 13 ministros nomeados pelo presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), que se candidataram a algum cargo eletivo em 2014. Os recursos foram repassados de forma legal e declarados à Justiça Eleitoral.

Os que declararam doações de empresas que estão na mira da Lava Jato foram José Serra (Relações Exteriores), Henrique Eduardo Alves (Turismo), Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo), Blairo Maggi (Agricultura), Maurício Quintela (Infraestrutura, Portos e Aviação), Raul Jungmann (Defesa), Mendonça Filho (Educação e Cultura), Leonardo Picciani (Esporte), Osmar Terra (Desenvolvimento Agrário), Fernando Coelho Filho (Minas e Energia), Bruno Araújo (Cidades) e Ricardo Barros (Saúde).

Tanto os políticos quanto as empresas doadoras argumentam que as doações são legais, previstas na legislação. A Lava Jato, porém, trabalha com a hipótese de que doações declaradas de campanha tenham sido usadas como parte de pagamento de propina em troca de vantagens. A superlista da Odebrecht relaciona um total de 279 políticos ligados a 24 partidos políticos.

Tenha você ido pra rua de amarelo ou de vermelho, é hora de lutar pra derrubar este governo também.

Ministros do Governo do presidente interino Michel Temer

MINISTRO DA JUSTIÇA: ALEXANDRE DE MORAES

Sabe o PCC? Aquele, o Primeiro Comando da Capital, que divide a posição de maior expoente do tráfico de drogas no país com o Comando Vermelho no Rio de Janeiro? Nosso novo Ministro da Justiça defendeu em mais de 100 processos uma cooperativa de van suspeita de lavar dinheiro para o PCC. Sem falar que ele capitaneou a repressão aos estudantes em São Paulo ano passado, e a repressão aos atos pela tarifa deste ano que levaram a mais de 37 vítimas atendidas sérias de violência policial atendidas pelo GAPP em Janeiro desse ano.

(Fonte: http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,novo-secretario-de-alckmin-defende-cooperativa-de-van,1617265)

MINISTRO DA ECONOMIA: HENRIQUE MEIRELLES

“Não lembro de presidente do Banco Central tão ignorante ou comprometido com especulação cambial como esse senhor” (José Serra, 2015)

Essa é a avaliação feita há menos de um ano do novo superministro/senador José Serra sobre o novo ministro da economia, Henrique Meirelles. Ele afirmou, categoricamente, que foi o pior presidente do Banco Central da história. Serra também será Ministro, a coesão deste governo já começa bem. Só que não.

(Fonte: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,meirelles-foi-o-pior-presidente-do-banco-central-que-o-brasil-ja-teve–diz-serra,10000002102)

MINISTRO DA EDUCAÇÃO E CULTURA: MENDONÇA FILHO

Novo ministro é líder do partido com mais fichas-suja do Brasil (DEM) e é nada mais nada menos do que o autor da emenda constitucional da reeleição (hoje criticada e em disputa como parte da reforma política que precisamos, o fim da reeleição). Como bem noticiado na época, a reeleição foi comprada pelo governo de FHC junto ao Congresso ao custo de alguns milhões na década de 1990, com pagamentos de cerca de R$200 mil para cada congressista.

(Fonte: http://www.valor.com.br/politica/4558941/desafio-de-mendonca-filho-sera-unir-pastas-de-educacao-e-cultura)

MINISTRO DA SAÚDE: RICARDO BARROS

O Deputado paranense Ricardo Barros é tesoureiro-geral do PP (partido de Maluf e da carreira de Bolsonaro) e cunhado do governador Beto Richa (o agressor de professores do Paraná, que hoje é investigado por corrupção), foi relator do Orçamento Geral da União no ano passado (o mesmo condenado pelas pedaladas fiscais). Na ocasião quis cortar 10 bilhões de reais do programa Bolsa Família e aumentar de R$ 311 milhões para R$ 600 milhões a verba pública destinada aos partidos políticos. Entendeu? dobrar a verba para políticos.

(Fonte: http://noblat.oglobo.globo.com/geral/noticia/2015/10/o-trofeu-cara-de-pau-da-semana-vai-paradeputado-ricardo-barros-pp-pr-relator-do-orcamento-de-2016.html)

MINISTRO DO TRABALHO: RONALDO NOGUEIRA

O novo ministro do trabalho é autor do projeto (e portanto a favor) que tinha como objetivo descontar as faltas de trabalhadores domésticos em suas férias, dentre outras supressões de direitos. Entendeu? Todo mundo tem direito a férias remuneradas, menos quem trabalha como empregado na sua casa. Esses tem que pagar. Projeto nem votado foi, é claro. Mas agora ele tem poder para discutir as férias de todos.

(Fonte: http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=522326)

MINISTRO DOS TRANSPORTES: MAURÍCIO QUINTELLA

Deputado Federal Maurício Quintella foi condenado (entenda, não acusado, não investigado, CONDENADO) por desvio de merenda. DESVIO DE MERENDA! COMIDA DE CRIANÇA! ELE É RESPONSÁVEL POR DESVIO DE MAIS DE R$ 133 MILHÕES EM MERENDA). Achei que este era o governo que ia acabar com a corrupção, mas aparentemente, não.

(Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/04/1766163-indicado-pelo-pr-para-transportes-foi-condenado-por-desvio-em-merenda.shtml)

MINISTRO DA AGRICULTURA: BLAIRO MAGGI

O Senador Blairo Maggi é um dos maiores produtores de soja do mundo e novo ministro da Agricultura: autor do projeto que derruba a necessidade de licenciamento ambiental para qualquer obra. Projeto já foi aprovado na comissão de constituição, justiça e cidadania do Senado. As obras não poderiam ser sequer paralisadas após a apresentação de um simples estudo prévio. Ou seja, agora é o momento da farra das empreiteiras, mineradoras, agronegócio, e o meio ambiente? Este era pra ser um governo do povo, mas aparentemente, não, é um governo dos gigantes da mineração como a SAMARCO.

(Fonte: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,comissao-do-senado-aprova-pec-que-derruba-licenciamento-ambiental-para-obras,10000028489)

Michel Temer – Presidente interino do Brasil

Além do próprio Temer estar mencionado na Lava Jato, temos 7 outros ministros já citados por empreiteiras em delações e constando em listas de investigação do procurador geral da república. Além de Michel Temer ser informante dos EUA.

(Fonte: http://www.cartacapital.com.br/politica/alem-de-temer-sete-ministros-estao-envolvidos-na-lava-jato)

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital