Intrometendo

Aqui você se intromete em tudo…

Mundo dos Pobres Ricos

Notamos que nunca. Os analistas e comunicadores estratégicos. Da mídia. Vão habitar no céu submisso do sistema. E sabem porque?. Porque Deus nunca vai pagar o salário ao diabo. E porque nunca um revolucionário. Pode ser confundido com um mercenário. Nem um louco pode ser confundido com um normal.

O sistema de poder capitalista globalizado como “civilização única” tem tudo sob controle. Quando as crises transbordam, negociam e ignoram a linha vermelha chutando os conflitos para a frente. O único que pode fazer explodir o mundo dentro de um segundo são as contradições de interesses econômicos estratégicos capitalistas solucionados pela via militar nuclear. Curiosamente, a guerra inter capitalista pela conquista de mercados e de recursos estratégicos de sobrevivência, é ao mesmo tempo, o melhor negócio e o pior perigo de extinção para o sistema capitalista e para o planeta terra. Um erro de cálculo e tudo explode.

O sistema capitalista. Criminoso e predador. Que programou a tua cabeça. Seus valores sociais e psicológicos. O teu sexo. O seu destino. E a tua sobrevivência. Está morto. Sem saber que ele está morto. Você é um zumbi que caminha por inércia. Acreditando que esta vivo e saudável. Para verificar isso. Só tens que esperar. Um pouquinho. Até que o poder militar nuclear da Rússia e EUA decidam jogar. Quem fica com os restos do planeta capitalista. Só tens que seguir o tic tac. E a direção do vento. É infalível.

No sistema capitalista de “mundo único” a nível global,  se quebram as regras da luta de classes do passado. Os pobres, as maiorias empobrecidas e excluídas do mercado de consumo, não odeiam os ricos, pelo contrário, eles querem ser e viver como os ricos. Vivendo na pobreza e na marginalidade (e sendo as vítimas para a concentração de riqueza em poucas mãos) os admiram e os tomam como parâmetros sociais, negando sua própria existência.

Econômica e socialmente vivem como pobres ou marginalizados na miséria, mas mental e psicologicamente só admiram os “ricos e famosos” e fantasiam ser como eles. Vivendo na pobreza e em condições extremas de sobrevivência, não têm consciência de classe, não têm consciência que são pobres, e em vez de odiar os ricos odeiam os pobres como eles. E alimentados pela televisão e o cinema da sociedade de consumo não se identificam com a sua própria história, mas com a história e o mundo dos ricos. E a luta de classes como “Força Motriz Revolucionária” de grandes mudanças e transformações históricas? Nada. O sistema, por agora, acabou com a contradição. E criou o mundo de cabeça para baixo, onde a vítima se identifica e ama o seu carrasco por ele ser “rico e famoso”. No “mundo único” nivelado e sem questionamento dos “ricos e famosos “.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital