Intrometendo

Aqui você se intromete em tudo…

A verdade sobre a Independência do Brasil – 7 de setembro de 1822

O 7 de setembro de 1822 é considerado o dia da independência do Brasil, mas essa é mais uma farsa da elite maçônica da época, atualmente esse grito rouco dado às margens do rio Ipiranga, já é considerado uma grande farsa pelas pessoas esclarecidas. Se a gente conseguir observar o quadro da Independência elaborado por Pedro Américo. Podemos notar que o autor do quadro o pintou anos depois, talvez sem querer, mas o pintor acabou revelando a mentira que foi a tal da independência do Brasil. Observe no encontro das tropas. A tropa portuguesa vem ao encontro da tropa de D. Pedro, uns estão com espadas erguidas (para simular uma luta que não ocorreu) e outros soldados estão com chapéus estendidos. Eles estão saudando uns aos outros como que celebrando a farsa que teria dado certo, porque todos acreditaram até hoje, tanto que a Maçonaria continua no poder do Brasil, está em nossa bandeira e em todos os nossos símbolos, nunca houve uma Independência do Brasil.

No dia em que visitei o museu da Independência no Ipiranga que fica no estado de São Paulo notei que aquele local é realmente um lindo lugar, porém, totalmente criado por pessoas que querem enganar os ignorantes. Enquanto as tropas se saudavam, uns peões observam sem entender nada o que estava acontecendo, à direita do quadro um negro de chapéu e roupas simples à frente o carro de boi. Deve ter se perguntado: “O que será que está acontecendo”? Na verdade não estava acontecendo nada, eram apenas as tropas “inimigas” se saudando. Não houve derramamento de sangue, não houve uma revolução nem uma guerra, não houve combate que justificasse o dia da Independência. O mito do herói é fortíssimo na cabeça do brasileiro que acredita mesmo que D. Pedro teria traído a sua pátria Portugal, algo que jamais aconteceu.

Tudo isso não passou de um jogo político entre as elites compostas de proprietários rurais e comerciantes que vinham pressionando D. Pedro para que fizesse ele sozinho mais uma minoria a Independência do Brasil.

Foram cerca de 8 mil assinaturas recolhidas no abaixo assinado feito por José Bonifácio que pertencia a maçonaria e que foi entregue a D. Pedro em 29 de novembro de 1821, com certeza não havia assinatura de escravos nem de pobres brancos, não havia a assinatura do índio nem das mulheres (independente da classe, as mulheres estavam fora das discussões políticas da época), enfim, aquelas assinaturas eram de apenas 2% da população da época, porque, 98% estava excluída de qualquer processo ou tomada de decisões importantes para o país.

Portanto, a independência é uma farsa, uma mentira que as elites conseguiram passar para a população como verdadeira. Há um livro de Humberto Eco e Marisa Bonazzi que fala dos atos de heroísmo mentirosos, forjados para iludir as pessoas. A obra deixa bem claro que para enfiar o sentimento patriótico forçado ao povo há relatos de cenas incríveis de soldados que na guerra acionava o gatilho até com os dentes, claro que era um exagero e uma mentira descarada.

As mesmas mentiras permeiam o mito da independência brasileira, as mesmas mentiras permeiam os nossos heróis. O povo ignorante e distraído por esses traidores e covardes que controlam nosso Brasil a várias décadas acabam idolatrando esses heróis de mentira. Um povo alienado não consegue enxergar essas mentiras por trás do mito, não aprendeu a ler essas mentiras nas entrelinhas da História mal contada e pessimamente ensinada nas nossas escolas de ensino fundamental e médio. É por isso que o Brasil precisa de uma nova Independência dessa falsa elite Maçônica de falsos heróis e covardes.

Próximo

Anterior

Deixe seu comentário

© 2009-2017 Intrometendo | Anuncie | Sobre | Política de Privacidade

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Alló Digital